conhecimento e competência

Por hobby, curiosidade mórbida e também para avaliar os “requisitos” do mercado de trabalho gosto de ler anúncios de emprego.

Tal como já tinha referido aqui cerca de 90% dos anúncios de emprego de gestão de projecto fazem referência à certificação PMP, como requisito ou como nice-to-have.

Tive oportunidade de discutir com um colega, o Rui, que efectivamente e ao contrário do que muita gente possa pensar, o PMP é uma certificação de conhecimento e não de competência. O que me leva às seguintes questões:

Será que as organizações estão ao corrente deste facto? Julgo que não. Se soubessem desta realidade será que o PMP teria assim tanto valor? Não creio. Existirão assim tantas empresas que efectivamente seguem as práticas defendidas no PMBoK para necessitarem de gestores de projecto com certificação PMP? Tenho dúvidas.

A verdade é que o PMP apenas “diz” que uma pessoa tem conhecimentos sobre o PMBoK. Não constata que essa pessoa seja competente enquanto gestor de projectos. Reparem que uma pessoa pode saber imenso sobre um assunto na teoria e não o conseguir usar na prática. Já se diz em Portugal à muitos anos que quem sabe pratica e quem não sabe ensina, fazendo uma clara alusão de que efectivamente saber a teoria não é por si só uma garantia que sejamos competentes e eficientes quando passamos à prática.

Assim sendo reflicto nas seguintes questões:

Será que o PMP é uma certificação que dê as garantias que as empresas procuram? Seguramente não.

Um gestor de projectos PMP certified será um melhor de gestor de projectos? Claramente não.

O PMP garante que uma pessoa tenha um vasto conhecimento do PMBoK? Sem dúvida. (Desde que a pessoa em causa não tenha estudado pelo famoso livro da Rita Mulcahy que ensina a passar ao exame PMBoK e não ensina o PMBoK propriamente dito).

Com este post espero ter tornado claro que uma certificação de conhecimento não é uma certificação de competência. Existe uma grande diferença entre se ter um conhecimento numa determinada área e ser-se competente nessa mesma área. A competência meus caros, apenas se tem através da experiência profissional. E na minha opinião não há
certificação que valha mais do que um bom CV.

Não excluo, contudo, a hipótese de me certificar PMP. Inclusivamente reconheço que me tornar mais sexy no mercado do trabalho. Mas é só isso, uma questão de “sex-appeal” e não de competência.

Até para a semana.

Anúncios