reviravolta inesperada

E não é que ao fim de 6 meses em Londres o destino quis que eu voltasse para o Porto, Portugal?

Imagino que fiquem um pouco espantados (até eu fiquei) mas depois de meio ano com uma experiência profissional fantástica e única eis que surge uma oportunidade (também ela única) de voltar ao Porto.

Ficou para trás uma vivência indescritível quer em termos de metodologias ágeis como em termos de diversidade social/ cultural. Julgo que não estou a exagerar se disser que “aprendi” mais em 6 meses em Inglaterra do que num bom par de anos em Portugal. Em Londres o trabalho é realmente outra coisa. 🙂

No Porto estou num novo desafio profissional muito interessante e com a vantagem de voltar a casa ao fim de praticamente 10 anos.

Aprendi que nunca se deve dizer nunca mas não me sinto com coragem de voltar a mudar de poiso. Acho que do Porto já não volto a sair.

Em termos profissionais admito dar um “pulinho” a uma cidade europeia qualquer durante uma mão cheia de dias mas no fim volto sempre para casa.

Como diria o meu amigo Ángel Medinilla: “Só sei que estaciono o carro no Porto (no caso dele Sevilha)… o resto já não sei!”.

Até para a semana.

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out /  Change )

Google photo

You are commenting using your Google account. Log Out /  Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out /  Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out /  Change )

Connecting to %s