Agile is Dead

No mês passado fiz uma apresentação, no Pixels Camp, em Lisboa, entitulada “Agile is Dead“.

pixels camp 2017

É uma talk, polémica, bastante em linha com o “Unlearn your CSM“.

Tanto o Unlearn your CSM como o Agile is Dead explora o estado atual da Agile não só em Portugal mas no resto do mundo… fazendo uma crítica à forma como o Agile evoluiu e como tem sido adotado pelas empresas.

Acredito que hoje estamos muito longe dos principios e valores do Agile e isso é algo que me preocupa e me deixa triste / apreensivo em relação ao futuro das empresas e do desenvolvimento de software.

Como (not so much) fun fact… reparei que à medida que me fui focando nos “problemas” da agilidade dei por mim a ter cada vez menos vontade de fazer apresentações sobre Agile.

Neste momento estou bastante convicto que este foi o último ano que fiz apresentações sobre Agile… por isso quem me viu a fazer uma apresentação espero que tenha gostado… e quem não me viu a apresentar… sempre pode ver alguns dos meus videos aqui.

Não tenho dúvidas que recebi muito desta comunidade e acho que também contribuí bastante… paro numa altura de dever cumprido.

Creio que está na altura de dar espaço para outras pessoas se afirmarem neste espaço e que façam o Agile voltar às suas origens: “We are uncovering better ways of developing software by doing it and helping others do it“.

Deixo por fim uma recomendação às comunidades ágeis em Portugal: Sejam menos elitistas e sejam mais inclusivos. Juntos somos fortes… sozinhos somos fracos… ou como disse Aristóteles: “The whole is greater than the sum of its parts.”

 

P.S: Continuo a ser um grande fã da agilidade… e não tenho dúvidas que este é o caminho a seguir.

Anúncios

4 thoughts on “Agile is Dead

  1. Sérgio diz:

    A partir do momento em que o Agile se tornou “mainstream” naturalmente que as coisas regrediram. Na minha visão, Agile começa por ser um mindset e não tanto um conjunto de processos (rígidos). Quando se quer fazer sem ser na prática acaba-se como a maioria dos projetos Agile que observo que funcionam no clássico “comando e controlo”, onde o SCRUM Master não é mais do que um Gestor de Projeto (mas agora com um nome mais fixe).

    • Pedro Gustavo Torres diz:

      O Agile está bastante “mainstream” sim… agora não vejo como consequencia inevitavel o regredir… de resto concordo com o teu comentário Sérgio.
      Obrigado!

  2. Vitor Fernandes diz:

    Vi os slides e devo louvar a honestidade da abordagem. Actualmente o valor do Agile está-se a diluir porque em vez de se alavancar o potencial profissional utilizando um conjunto de princípios de valor anda meio mundo a tentar fazer dinheiro como o Vaticano. Anda meio mundo a apregoar Agile. As empresas, paradoxalmente, dão voz a gente que não desenvolve nem tem qualquer proximidade com as equipas e portanto é um cão de loiça no que diz respeito à realidade do Agile naquilo que mais importa, o dia a dia. Em vez de optimizar a capacidade de produção, a qualidade da produção e aumentar a qualidade de vida de quem trabalha em muitos casos o que vimos nada mais é que uma bandeirinha de comíssio onde as pessoas gritam Agile, Agile. Os princípios que tornaram o Agile famoso continuam a ser uma excelente forma de estar no desenvolvimento de software e o que aqui partilhas ajuda a lembrar isso mesmo. Parabéns!

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s