Primeiro dia

Este foi o primeiro dia da Talkdesk Porto.

Já tinha feito muitas coisas na minha carreira… mas nunca tinha aberto um escritório.

Algumas das preocupações inerentes a esta responsabilidade são:

  • Localização
  • Estacionamento
  • Contratações
  • Logistica
  • Equipamentos
  • Fornecedores
  • Layout e decoração do espaço
  • Cultura

Tem sido uma aventura que começou com 2 meses em Lisboa (de Dezembro e Janeiro) e com o mês de Fevereiro entre Lisboa e Porto (a trabalhar a partir de casa).

Ontem, dia 28 de Fevereiro, para além do desastre do Amazon S3, foi também dia de preparação do escritório… para garantir que estava tudo pronto para o dia do arranque, 1 de Março.

Ontem no final dos trabalhamos brindou-se com cerveja… hoje foi com espumante! 🙂

Fica assim atingida a primeira milestone da TD Porto. A próxima é a mudança para a localização final algures na Baixa do Porto.

Aqui ficam algumas fotos para mais tarde recordar:
office view

beginning

first tables

many tables

tables and sofas

putting tables on the right places

beer celebration on the sofas

champagne celebration

P.S: Obrigado equipa. Mesmo num feriado não faltaram mãos para trabalhar!

P.S.2: E por falar em mãos… dei cabo da minha nas montagens…img_20170228_133006162

Até para a semana.

reviravolta inesperada

E não é que ao fim de 6 meses em Londres o destino quis que eu voltasse para o Porto, Portugal?

Imagino que fiquem um pouco espantados (até eu fiquei) mas depois de meio ano com uma experiência profissional fantástica e única eis que surge uma oportunidade (também ela única) de voltar ao Porto.

Ficou para trás uma vivência indescritível quer em termos de metodologias ágeis como em termos de diversidade social/ cultural. Julgo que não estou a exagerar se disser que “aprendi” mais em 6 meses em Inglaterra do que num bom par de anos em Portugal. Em Londres o trabalho é realmente outra coisa. 🙂

No Porto estou num novo desafio profissional muito interessante e com a vantagem de voltar a casa ao fim de praticamente 10 anos.

Aprendi que nunca se deve dizer nunca mas não me sinto com coragem de voltar a mudar de poiso. Acho que do Porto já não volto a sair.

Em termos profissionais admito dar um “pulinho” a uma cidade europeia qualquer durante uma mão cheia de dias mas no fim volto sempre para casa.

Como diria o meu amigo Ángel Medinilla: “Só sei que estaciono o carro no Porto (no caso dele Sevilha)… o resto já não sei!”.

Até para a semana.

Porto… Lisboa… Londres

Se olharem para o título deste post verão as 3 cidades onde trabalhei / trabalho / trabalharei.

Comecei a minha carreira no Porto (a minha cidade natal). Trabalhei lá 2 anos e meio.

Fiz o resto da minha carreira em Lisboa (cidade natal dos meus filhos). Estou cá desde 2005, ou seja, há 8 anos.

No próximo mês (Abril) parto para Londres para dar seguimento à minha carreira e em busca dos meus sonhos.

Olhando para trás, em 2005, apesar de ter tido imensa vontade de emigrar, e experimentar novas culturas, nunca imaginei que estaria onde estou hoje e ainda menos onde vou estar “amanhã”… tem sido uma aventura e tanto! 🙂

Não considero Lisboa um fim de história, mas sim um fim de capítulo. O próximo é nas terras de Sua Majestade.

Parto para Londres ansioso e motivado para os novos desafios que me esperam.

Não sei se voltarei a Portugal pois quando saí do Porto sempre pensei que um dia poderia voltar e a verdade é que acabei por não o fazer. Será que me fico por Londres? Será que volto? Será que de Londres vou para os EUA? Sinceramente não sei… mas desconfio que a Portugal não volto.

Pensei em agradecer às pessoas com quem tive o prazer de trabalhar e que me marcaram, que me formaram e que fizeram de mim o homem e profissional que sou hoje… mas como tenho medo de ser injusto e esquecer-me de alguém… não o vou fazer. Essas pessoas sabem quem são e não as preciso de enunciar.

Não sei se vou continuar a escrever ou se a continuar será em Português ou Inglês. Logo se vê. 🙂

Deixo-vos a receita que tenho seguido para alcançar o que alcancei: Sejam humildes e esforçados. Procurem a sorte porque a sorte é algo que se encontra. Não deixem que os vossos receios vos impeçam de ser ambiciosos. Sejam felizes no local de trabalho porque passamos mais de metade das nossas vidas a trabalhar.

Até para a semana.