reviravolta inesperada

E não é que ao fim de 6 meses em Londres o destino quis que eu voltasse para o Porto, Portugal?

Imagino que fiquem um pouco espantados (até eu fiquei) mas depois de meio ano com uma experiência profissional fantástica e única eis que surge uma oportunidade (também ela única) de voltar ao Porto.

Ficou para trás uma vivência indescritível quer em termos de metodologias ágeis como em termos de diversidade social/ cultural. Julgo que não estou a exagerar se disser que “aprendi” mais em 6 meses em Inglaterra do que num bom par de anos em Portugal. Em Londres o trabalho é realmente outra coisa. 🙂

No Porto estou num novo desafio profissional muito interessante e com a vantagem de voltar a casa ao fim de praticamente 10 anos.

Aprendi que nunca se deve dizer nunca mas não me sinto com coragem de voltar a mudar de poiso. Acho que do Porto já não volto a sair.

Em termos profissionais admito dar um “pulinho” a uma cidade europeia qualquer durante uma mão cheia de dias mas no fim volto sempre para casa.

Como diria o meu amigo Ángel Medinilla: “Só sei que estaciono o carro no Porto (no caso dele Sevilha)… o resto já não sei!”.

Até para a semana.

APOGEP

Fiz-me sócio da APOGEP (Associação Portuguesa de Gestão de Projectos). Planeava fazê-lo à algum tempo e depois de me informar um pouco melhor não tive dúvidas em associar-me.

A APOGEP é a maior e talvez único grupo de gestores de projecto em Portugal e oferece aos associados condições especiais na certificação do IPMA (International Project Management Association) bem como em livros, conferências, etc.

Um dos pontos que mais me atraiu na associação foi sem dúvida o networking, pois sou gestor de projecto e quero estar o mais possível envolvido no mundo da gestão de projecto.

A primeira impressão que temos da APOGEP quando acedemos ao site é que trata-se de uma associação fiável, bem organizada e que gera valor acrescentado ao mundo da gestão de projecto e aos seus associados.

Os preços de jóia e adesão são perfeitamente razoáveis e acabei por descobrir que existe uma associação idêntica em Espanha e que a APOGEP foi responsável pela organização da SGP (Semana do Gestor de Projectos) 2009 que, admito, foi um evento que (infelizmente) passou-me completamente ao lado. Aguardo com expectativa a SGP 2010.

Ao associar-me ao APOGEP inteirei-me também do IPMA e posso dizer-vos que seduz-me bastante mais do que o PMP.

Mas sobre isso falo no próximo post.

Até para a semana.