Será o Product Owner uma galinha?

Foi hoje publicado, na Scrum Alliance, mais um artigo meu. 🙂

O artigo explora a posição do Product Owner (PO) dentro da equipa de Scrum tendo em conta duas escolas de pensamento: a escola de pensamento que acredita que o Product Owner é uma “galinha” e a outra escola de pensamento que defende que o PO é um “porco”.

Para quem não sabe / não se recorda da história do porco e da galinha pode ver aqui.

No artigo faço também referência ao modelo de Tuckman e às suas etapas: Forming, Storming, Norming,  Performing.

Até para a semana.

 

Spoiler: Na minha opinião todos os papéis / roles prescritos no guia do Scrum são porcos… e não galinhas.

 

Story Points Explained: The What, Why, and How

Voltei a escrever um artigo na Scrum Alliance a explicar, da forma mais simples possível, story points.

Usei exemplos práticos (bem Portugueses) para as pessoas relacionarem os pontos com o esforço… que em ultimo caso se traduz em tempo.

Expliquei que os pontos representam esforço e não complexidade…. algo que tipicamente é confundido e assumido como sendo a mesma coisa.

Começo a pensar se não estou a fugir ao propósito original deste blog… de criar conteúdos em Português sobre Agile. É algo que merece uma reflexão. 🙂

Até para a semana.

Artigo Agile & KPIs

E afinal podemos mesmo dizer que não há duas sem três! 🙂

Foi lançado este mês, no site da Scrum Alliance, o meu artigo “Agile and KPIs“.

Neste artigo está o meu ponto de vista sobre KPIs e tento reforçar a ideia que “nem tudo o que pode ser medido é importante e nem tudo o que é importante pode ser medido“, frase de William Bruce Cameron.

Apercebi-me também que tive a honra do meu primeiro artigo  “What I Wish I’d Known During My First Scrum Sprints” ser escolhido para estar na newsletter da Scrum Alliance de Setembro. 🙂

Até para a semana.

artigo Pair Programming

Costuma dizer-se que não há duas sem três… mas no meu caso não há uma sem duas. 🙂

Depois de ter publicado o meu artigo “What I Wish I’d Known During My First Scrum Sprints” na Scrum Alliance submeti um novo artigo “Pair Programming” que foi aceite para publicação.

Tal como o primeiro, este artigo também é praticamente uma transcrição da útima versão minha talk “Pair Programming” que dei na (Conferencia Agile Spain) CAS 2014 em Barcelona, Espanha.

Julgo ser a forma mais eficiente de passar a informação aos interessados (que não puderam assistir à talk)… até porque os meus slides têm muito pouco texto.

Até para a semana.

a minha primeira vez na scrum alliance

Seguindo os exemplos dos meus amigos Cátia e Eduardo resolvi escrever um artigo na Scrum Alliance.

O artigo acaba por ser a transcrição da talk que dei no Agile Portugal 2015 acrescida de mais dicas que não tive oportunidade de passar à audiência durante o evento.

Foi a minha primeira contribuição para a comunidade na Scrum Alliance e em Inglês.

Vou continuar a escrever, no meu blog, em Português porque continuo a acreditar que já existe informação suficiente em Inglês mas muito pouca em Português.

Creio que é mais fácil mudar o mundo aos poucos… e em Português… do que tentar mudar o mundo de uma só vez usando Inglês. Faz-me lembrar as histórias do elephant carpaccio e de como se deve comer um elefante. 🙂

Até para a semana.

PSM I

No mês passado, em Fevereiro, frequentei o curso de Professional Scrum Master que foi organizado pela White Spectrum.

Neste fim de semana que passou fiz o exame para a certificação e passei.

Conto agora com 4 certificações em Scrum: Professional Scrum Master I (PSM I), Certified Scrum Professional (CSP), Certified ScrumMaster (CSM) e Certified Scrum Product Owner (CSPO).

A primeira é da Scrum.org, as restantes são da Scrum Alliance.

O PSM I e o CSM são equivalentes. São os melhores cursos para começarmos a entrosar com o Scrum. A diferença que eu senti entre estes 2 cursos é que o CSM (Scrum Alliance) pareceu-me mais sensacionalista,  mais evangelista. O PSM I (Scrum.org) pareceu-me mais transparente, honesto… mais cru. Imaginem a Igreja Católica Tradicional e a Igreja Universal do Reino de Deus, ambas defendem a mesma coisa (sort of) mas de forma diferente. (Nota: Não estou a criticar nenhuma das Igrejas. Sou inclusivamente Ateu/Agnóstico).

O PSM explicou que o Scrum era uma simples framework e que não dava resposta para tudo. Com o CSM fiquei a achar que o Scrum até problemas matrimoniais resolvia. 🙂

Gostei de fazer os 2. O PSM pareceu-me mais rigoroso (também foi dado por um Britânico). O CSM pareceu-me mais sensacionalista (foi dado por um Americano).

Se quiserem apenas aprender o Scrum eu recomendaria o PSM. Se quiserem “vender” o Scrum a alguém recomendaria o CSM.

O ponto que me parece bastante mais honesto da Scrum.org (em relação à Scrum Alliance) é que a certificação pode ser feita sem curso. Basta acedermos ao site deles, pagar a fee e fazer o exame. No caso da Scrum Alliance tens sempre de fazer o curso para teres acesso ao exame. Não me parece tão bem.

Não sei se ajudei ou não alguém a tomar uma decisão entre CSM ou PSM mas de uma coisa vos garanto… só vale a pena um destes 2. As  restantes entidades que “representam” o Scrum não tem qualquer expressão/valor no mercado de trabalho.

Até para a semana.

professional scrum master

Aqui à dias andava eu a navegar na net, à procura de material relacionado com Scrum, quando “tropecei” neste site:

http://scrum.org

E apercebi-me que a Scrum Alliance, “organismo” do qual tenho 3 certificações, não está sozinha no “mercado” das certificações em Scrum.

A scrum.org é um spin-off (se é que pode ser chamado assim) da Scrum Alliance. Basicamente um dos fundadores da Scrum Alliance, Ken Schwaber, em 2009 resolveu dar um novo rumo à forma como o Scrum estava a ser representado/trabalhado e resolveu criar a Scrum.org.

Eu, para ser honesto, não conhecia a Scrum.org e sempre achei que apenas existia uma entidade formadora de Scrum a nível mundial que era a Scrum Alliance, pois em Portugal apenas tinha presença a Scrum Alliance.

Estive a ler um pouco sobre os cursos da scrum.org e pareceram-me bem. Tal como a Scrum Alliance tem:

  • certified scrum developer
  • certified scrumMaster
  • certified scrum product owner
  • certified scrum professional

A scrum.org tem:

  • professional scrum foundations
  • professional scrum master
  • professional scrum product owner
  • professional scrum developer

Os cursos de ambas as entidades têm praticamente correspondência directa com algumas diferenças:

– Não existe a equivalência do certified scrum professional na scrum.org

– Não existe a equivalência do professional scrum foundations na scrum alliance

Como a scrum.org transmitiu-me boas vibrações resolvi tentar trazer os cursos deles para Portugal… e depois de várias “conversas” via skype e email… consegui! 🙂

A scrum.org vai ter o primeiro curso de professional scrum master em Portugal em Fevereiro de 2013.

O curso será em Lisboa, no hotel Tivoli Oriente, mesmo ao lado da gare do oriente o que facilita as deslocações desde o Porto (através de comboio) e do estrangeiro (com a ligação do aeroporto ao metro).

O preço será igual aos dos cursos da scrum alliance e o early bird termina no final de Janeiro de 2013.

Podem ver toda a informação aqui.

Admito que estou tentado a juntar esta certificação às que já tenho da scrum alliance… e vocês?

Até para a semana.